Educação Município estreita relação com Universidade Católica PortuguesaAção Social Famalicão atribui apoio extraordinário de 318 mil euros às IPSS do concelhoJuventude Famalicão investe o maior valor de sempre em bolsas de estudo ao ensino superiorCultura e Turismo Memórias do Externato Delfim Ferreira contadas em livroCâmara Famalicão está no caminho do desenvolvimento sustentávelAtualidade Relatório de Sustentabilidade e Responsabilidade Social 2020Juventude Famalicão adere à Rede Nacional de Municípios Amigos da JuventudeAtualidade Famalicão está a elaborar uma Estratégia Local de Habitação com a participação dos famalicensesEducação Famalicão premiou três projetos empreendedores de alunos do ensino profissional “ADN Made IN” vai pôr gente de fibra à conversaCultura e Turismo Estão abertas as candidaturas ao Grande Prémio de Conto Camilo Castelo BrancoCultura e Turismo Famalicão cria Rede Municipal de Trilhos da NaturezaSegurança e Proteção Civil Câmara limpa mais de 70 hectares de terreno junto às zonas industriaisEducação Nova Escola Básica de Avidos começa a ganhar forma no primeiro semestre deste anoAmbiente Cortes no abastecimento de águaMobilidade Construção da Rede Urbana Pedonal e Ciclável: alteração ao trânsitoDesporto Ação de formação em Técnicas Avançadas de Salvamento na Aula de NataçãoCOVID-19 Vacinação Covid | Informação da Direção Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde de FamalicãoAmbiente Realização de podas na Avenida 25 de AbrilCOVID-19 Famalicão quer que todos sejam super-heróis neste CarnavalAmbiente “Comércio Ecológico” em Famalicão na senda do desenvolvimento sustentávelCâmara Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras abre concurso para logotipo
O SEU LUGAR

Residentes / Cultura Rede de Museus

Museu da Confraria de N.ª Sr.ª do Carmo de Lemenhe

Largo de Nossa Senhora do Carmo
4775-418 Lemenhe


C: N 41° 26'53.78" 1 W 8° 31'18.94"

T: 967 323 979
E: senhoradocarmo@sapo.pt

Visitas mediante marcação

Entrada Livre


O Museu da Confraria de Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe foi inaugurado no dia 8 de julho de 2012, por representantes da própria Confraria, do Arciprestado e Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. Instalado na antiga Casa dos Juízes, junto ao Santuário de Nossa Senhora do Carmo, este museu reúne no seu acervo mais de três séculos de história e de atividade da Confraria de Nossa Senhora do Carmo que foi instituída no ano de 1660.
O acervo, constituído por documentos, imaginária e alfaias religiosas, como paramentos litúrgicos e objetos ligados ao culto, são agora apresentados ao público, num espaço que pretende congregar a devoção à Senhora do Carmo com as práticas de uma confraria secular. No entanto, o que está exposto é apenas parte do vasto e rico acervo desta Confraria, comprovando a riqueza desta coleção, não só ao nível do valor artístico e histórico, como ao nível do potencial que tem para o estudo das confrarias e irmandades religiosas portuguesas.
Integrado nas rotas do turismo religioso, este museu revela uma faceta diferente da religiosidade das gentes da freguesia de Lemenhe e das freguesias vizinhas, residentes ou emigrados, principalmente no Brasil, país onde esta Confraria possui muitos dos seus devotos.

Missão
Promover a inclusão social através de uma coleção feita com objetos oferecidos por irmãos que, após anos emigrados no Brasil, regressaram à sua terra natal.

Objetivos
1. Dignificar a coleção do museu;
2. Disseminar a cultura da inclusão, promovendo o crescimento individual e coletivo através da confraternização da comunidade do Vale do Este;
3. Promover a consciencialização do impacto social da ação da Confraria da Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe na história local e nacional;
4. Fomentar a dimensão turística do museu;
5. Incentivar a fruição da coleção.

Palavras inspiradoras
Auxílio – Comunidade – Inclusão – Diálogo – Diversidade
.

Exposição

O acervo museológico contém as memórias ligadas à história da Irmandade de Nossa Senhora do Carmo, fundada em 1660, possuindo ainda fortes ligações à emigração para o Brasil dos finais do século XIX e princípios do século XX. Este rico espólio é constituído por livros de actas, estatutos, correspondência, livros de inscrição de irmãos, livros de contas, uma bula papal, arte sacra, um missal do século XVII, uma imagem da Virgem Milagrosa do século XVIII e exvotos, além de um conjunto interessante de paramentos litúrgicos, como opas, casulas e toalhas de altar.